sábado, 26 de novembro de 2011

Interrogações espontâneas


Que fazer quando não entendem o teu estado de urgência?- pergunta-se ela a si mesma, enquanto cose dois buracos que tinha na camisola de lã preta.
Que responder a quem te olha, mas não te vê?

Texto: Clara Marchana
Obra: John White Alexander (1856-1915), " An Idle Moment" (1885)

1 comentário:

Lisa disse...

perguntas que se fazem do lugar sagrado que é a inteligência do coração. Não sentir urgência e não exprimir indignação são doenças que urge combater. Comungo com esta interrogação.