sexta-feira, 2 de abril de 2010

Sobeja aspiração



Este espaço pequeno, aliás minúsculo, não me deixa mover nem sequer um centímetro do meu corpo.
E enquanto não me posso mexer, sonho.
Sonho pequenino aquilo que posso, porque não tenho espaço mesmo dentro do sonho.
E às vezes quando olho para o céu, penso no dia em que voltarei a casa,
e o sol que brilhará muito, abraçar-me-à sobejamente sarando tudo.

Texto: Clara Marchana
Imagem: "As Asas do Desejo" (1987) de Wim Wenders