domingo, 14 de março de 2010

"...sedimentação dos saberes..."


" Há uma idade em que se ensina o que se sabe; mas vem em seguida uma outra onde se ensina o que não se sabe: chama-se a isso investigar. Vem talvez agora a idade de uma outra experiência: a de desaprender, de deixar de trabalhar o retocar imprevísivel que o esquecimento impõe à sedimentação dos saberes, das culturas, das crenças que se atravessou. Essa experiência tem, creio, um nome ilustre e fora de moda, que ousarei tomar aqui sem complexo, na encruzilhada mesmo da sua etimologia: Sapientia: nenhum poder, um pouco de saber, um pouco de sabedoria, e o máximo de sabor possível."

BARTHES, Roland, Œuvres complètes, Paris, Seuil, 2002 (volume V, p. 446), numa tradução de Nuno Júdice in Colóquio Letras, Revista Quadrimestral, Fundação Calouste Gulbenkian, n.172, Setembro/Dezembro 2009 (p. 32).

Sem comentários: